Ventosaterapia: Tratamento para dores, estresse e desintocante.

Trata-se de uma técnica muito antiga que se tornou popular como uma alternativa minimamente invasiva para desintoxicar o organismo, reduzir dores, desconfortos, estresse e tudo o que tenha a ver com o alinhamento da energia. Essa técnica pode ser feita utilizando vidro, bambu, cerâmica ou acrílico, de tamanhos e diâmetros variados. As ventosas de acrílicos são as mais fáceis de limpar e desinfetar, e suas bordas arredondadas são confortáveis para o paciente. Além disso, a aplicação das ventosas pode ser observada através do acrílico. A ventosa faz um efeito de vácuo sobre o corpo sugando a pele e o músculo (ou parte dele) e, portanto, abrindo os poros e mobilizando a circulação sanguínea e linfática do corpo.

Os principais usos da ventosa

De forma geral as ventosas aumentam o metabolismo, o que abre um leque bem grande de aplicações. Vejamos algumas:

1- Tensão muscular, como dores nos joelhos, nas costas etc. A ventosa promove a passagem do sangue da corrente sanguínea para a corrente periférica, na pele e, a seguir, o derrama sobre o músculo, relaxando-o. Muitas vezes, a tensão é tão grande que a massagem na área fica dificultada. A ventosa facilita o trabalho do massagista ou fisioterapeuta.

2- Hipertensão arterial. O hipertenso costuma ter a musculatura cervical e o trapézio muito tenso. A ventosa, aplicada na região, relaxa a musculatura ao mesmo tempo em que diminui a pressão sanguínea.

3- Problemas respiratórios. Nos casos de bronquite, enfisema ou mesmo de uma simples falta de ar, geralmente podemos perceber que o diafragma (músculo entre o tórax e abdômen, responsável pela utilização dos lobos inferiores do pulmão) está quase ou sem nenhum movimento. Com ele contraído, os lobos inferiores do pulmão não se movimentam como deveriam, promovendo a proliferação de vírus nestes lobos, fato responsável pelos sintomas na maioria dos problemas respiratórios. A ventosa, aplicada sobre os músculos responsáveis pela respiração, a facilita.

4- Intoxicação. Talvez esta seja a melhor indicação da ventosa, apesar de esse público quase não a procurar. Com a sucção, o aumento da corrente periférica promove maior nutrição das células, desintoxicando-as. Além disso, a ventosa facilita a limpeza das glândulas sudoríporas e sebáceas, além de aumentar a drenagem linfática e a circulação venosa. Bem ao contrário dos casos de envenenamento, em que as ventosas agravariam o caso podendo até facilitar o óbito (ventosas são terminantemente proibidas em casos de envenenamento).

5- Dor em cicatrizes cirúrgicas. A expansão da pele facilita o descolamento de neurônios aderidos reduzindo e constantemente eliminando dor residual que regulamente ocorre em cicatrizes. É um uso curioso: geralmente bastam uma ou duas seções para que cicatrizes cirúrgicas antigas, que mantinham alguma dor ao toque ou ao aumento da pressão atmosférica, simplesmente fiquem sem a sensibilidade.

6- Celulite. Dependendo do grau, a Lipodistrofia Ginoide tem melhorias na sua aparência. Parece que a pressão negativa facilita uma melhor distribuição da massa de gordura (aglomeração de adipócitos), melhorando a aparência. Nestes casos, é necessário começar com as ventosas menores e abusar da cânfora no creme ou óleo de massagem: a aplicação é muito dolorosa. Este uso tem lá suas críticas. Eu mesmo andei duvidando dessa aplicabilidade até que conferi resultados em algumas clientes da clínica. Gostaria de ter trabalhos científicos que tanto conferem quanto contestam este uso.

7- Furunculose. Em desuso. A ventosa, em tempos idos, era utilizada como coadjuvante no tratamento de pústulas e furúnculos. Hoje em dia, a recomendação médica é procurar um posto de Saúde mesmo sem esperar que o furúnculo amadureça.

8- Estrias. Um dos principais usos na atualidade. A sucção força a passagem de sangue (e seus nutrientes), aumentando a oxigenação e a elasticidade do local. Não vai voltar a ser como o tecido era antes da lesão, mas aumentando a densidade de colágeno local, a textura e a cor podem melhorar.

9- Reabilitação de entorses e luxações. A ventosa é proibida logo após e nos primeiros dias em hematomas, entorses e luxações. Mas pode ser utilizada para acelerar a reabilitação em alguns desses casos, especialmente em jovens e desportistas.

Outra vantagem da ventosa, é que ela pode ser aplicada fora da região que se deseja afetar. Como a pele é contínua, a hiperemia numa área aumenta a circulação de sangue no restante, o que facilita o relaxamento muscular também em outras áreas.

As ventosas também têm suas contraindicações, como dermatites, psoríase, micoses, cortes e hematomas recentes, insuficiência cardíaca, hipertensão do fogo, quadros fúngicos, bacterianos e viróticos (em problemas pulmonares, ponderar as vantagens), osteoporose e na terceira idade.

Outros Benefícios Da Ventosa Terapia

Uma terapia segura e confortável, nada invasiva nem dolorosa e muito semelhante a uma sessão de massagens. Adapta-se a todas as pessoas, já que ajuda a melhorar muitos problemas de saúde, como dor muscular, fadiga, artrite, prisão de ventre, alergias, asma, problemas de pele e tratamento da dor em geral. Também funciona para tratar a celulite, a mobilização da gordura localizada, regula e melhora as funções do sistema nervoso, aliviam o estresse, ansiedade, dores nas costas e ajuda com a depressão, entre outros. 

 

VENTOSA TERAPIA – O RESGATE DA ANTIGA ARTE DA LONGEVIDADE

SINOPSE

Pretende-se, com a presente publicação, resgatar o valor terapêutico da arte ancestral da ventosaterapia, promovendo a sua utilização, por se tratar de um método simples e eficiente, de fácil aplicação, barateando custos em hospitais, postos de saúde, prevenindo doenças, tratando as existentes e aquelas ainda por vir. Ao percorrer as páginas deste livro tem-se a empolgante impressão de viajar numa máquina do tempo, vislumbrando as práticas de cura várias civilizações. Ao longo do tempo, tantos pacientes têm se beneficiado com o uso de ventosas, que seria impossível enumerar todos os casos.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s