Ventosaterapia: O que é e para que serve?

A Ventosaterapia é um dos diversos métodos terapêuticos utilizados na Medicina Tradicional Chinesa, que conta com o uso de ventosas no tratamento de diversas patologias.

Existem diferentes tamanhos de ventosas para adaptação às diferentes áreas do corpo a aplicar. Os materiais utilizados desde o início da sua utilização, contam com bambú, barro e mais recentemente o vidro. Actualmente existem também em acrílico e silicone.

No caso das ventosas de vidro, elas são utilizadas com combustão tradicional, ou seja, são aquecidas internamente, o que produz vácuo e capacidade de sucção quando aplicadas sobre a pele. As ventosas de acrílico contam com um adaptador (uma pistola de sucção ou tipo “bomba”) que permite controlar o efeito e intensidade da sucção desejada.

Ventosaterapia

Ventosaterapia tem várias técnicas de utilização e é aplicada em determinada zona do corpo a tratar. Pode ser utilizada sobre a forma de Flash, Fixas ou Móveis. Frequentemente é utilizada inicialmente a técnica Flash para preparação do corpo, e posteriormente Fixas (mantendo as ventosas em determinados pontos ou áreas do corpo) ou Móveis (“massagem” com a ventosa com a aplicação de óleo, abrangendo uma área maior do corpo), mediante a necessidade terapêutica de cada caso. A duração do tratamento e intensidade da sucção aplicada varia consoante a patologia a tratar.

Devido ao efeito de sucção e dependendo da reacção de cada um e da sua condição física e energética, a aplicação de ventosas pode deixar marca na pele. Trata-se de reacção cutânea na zona do corpo correspondente à aplicação, normalmente de vermelho leve ao arroxeado. Esta marca cutânea pode desaparecer no dia seguinte ou demorar entre 2 a 5 dias a desaparecer, constituindo uma reacção normal ao tratamento e a sua intensidade varia consoante a patologia de cada indivíduo.

Tal como a Acupunctura, Tuina ou Moxabustão, as Ventosas têm vários benefícios e efeitos terapêuticos tais como tratar constipações e gripes, aliviar dor ou proporcionar o relaxamento de músculos e tendões.

Proporcionam um relaxamento muito eficaz nas tensões musculares quando aplicada ao longo da coluna lombar. Desta forma, pode ser muito útil em casos de contracções musculares e ciáticas. A maioria das pessoas revela o alívio imediato após a intervenção terapêutica. Algumas pessoas podem assim ver a sua sintomatologia e patologia dolorosa reduzida ou eliminada, em cerca de 30 minutos de tratamento numa sessão de Ventosaterapia.


É também muito eficaz a tratar gripes e constipações. Sintomas como arrepios, febre, congestão nasal, espirros, tosse, expectoração e dores de cabeça (associadas à constipação) são facilmente tratados com esta aplicação, sobretudo na fase inicial das constipações e gripes.

Segundo a Medicina Chinesa, a constipação é a invasão do vento-frio ou vento-calor que penetra as camadas energéticas do corpo, das mais superficiais às profundas, gerando os referidos sintomas. De uma forma geral, a invasão inicial regista-se mais ao nível superficial do corpo (pele e músculos) e só posteriormente, se não tratada, pode afectar as camadas mais profundas (ossos, articulações, sistema digestivo, etc). Desta forma, quando aplicadas as ventosas na fase inicial da constipação, em que o factor patogénico se encontra ao nível dos músculos e da pele, facilmente se eliminam os sintomas uma vez que o factor patogénico é expelido através do processo de sucção. Em alguns casos, as ventosas podem também ser combinadas com alguns pontos de acupuntura e prescrição de plantas terapêuticas para resultados mais rápidos e eficazes.

O uso das ventosas vai para além do tratamento destas patologias e é também usada na vertente da estética. É muito utilizada e eficaz no tratamento de celulite e gorduras localizadas. Quando a ventosa em vácuo é aplicada sobre a pele, ela suga os tecidos moles, ajudando a eliminar os fenómenos “estagnados”, estimulando a circulação sanguínea e linfática, intensificando os processos metabólicos e a respiração da pele. A Massagem a vácuo torna assim a pele mais elástica e colabora também na melhoria da actividade dos músculos.

Alguns cuidados a ter com esta técnica: as ventosas não devem ser aplicada em zonas com erupções cutâneas ou feridas abertas, massas e tumores, zona abdominal ou lombar de mulheres grávidas. Deve ainda ser evitado o seu uso em estados de jejum ou exaustão.

Fonte: http://www.inspiresaude.pt/geral/ventosaterapia-o-que-e-e-para-que-serve/


Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s